skip to Main Content
1-800-987-654 admin@totalwptheme.com

#Histórico – Anos 90

Crédito: Ivan Shupikov

No início dos anos 90, o skate no Brasil fica marcado, mais uma vez, por entrar em uma fase de declínio. A dificuldade econômica em que o país se encontrava acabou trazendo reflexos ao esporte.

Com relação às técnicas e modalidades apresentadas nos campeonatos, os anos 90 firmaram o “street” como uma das modalidades mais fortes, apesar do vertical ainda estar em alta. As manobras seguiram essa tendência e evoluíram freneticamente, uma vez que todos os materiais dos skates (shape, principalmente) estavam ficando mais leves, o que facilitava a vida dos atletas.

Os atletas brasileiros despontavam nas rampas e cada vez mais consolidavam sua capacidade. Bob Burnquist, por exemplo, elaborou o que se chamou de “revolução” no Skate: o Switchstance vertical – Técnica de se praticar skate com a base trocada. Burnquist foi o primeiro a popularizá-la na modalidade vertical. A partir daí, as manobras realizadas com pé direito na frente do Skate, agora também seriam realizadas com o pé esquerdo à frente. Essa técnica quadruplicou o número de variações possíveis nas manobras.

Politicamente, o skate no Brasil se estruturava cada vez mais. Em março de 99 foi fundada em Curitiba a CBSk – Confederação Brasileira de Skate, entidade que regulamenta as normas e políticas voltadas ao desenvolvimento do skate no país. Ela tem como finalidade divulgar, desenvolver, difundir e organizar o esporte, além de representá-lo no Brasil perante os poderes públicos (municipal, estadual e federal) e a sociedade. Hoje, a CBSk tem sede na cidade de São Paulo.

Galera, “Vida Sobre Rodas” estréia nos cinemas no dia 26 de novembro. Esperamos todos vocês lá para conferir esta e outras histórias do nosso esporte! Skate!

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

Back To Top